Saúde Mental Digna e Inclusiva

17-08-2020

A partir de Setembro 2020, a Humana Mente lança o conceito Saúde Mental Digna & Inclusiva

"Dignidade" e "Inclusão" são palavras que têm vários significados, nenhum deles preciso. Contudo, todos nós reconhecemos dignidade e inclusão quando a vemos e, mais importante, reconhecemos a falta dela quando está ausente. 

A partir de Setembro de 2020, pretendo evidenciar as maneiras pelas quais a dignidade e a inclusão podem ser proporcionadas em todos os aspectos da saúde mental, desde o atendimento aos pacientes / clientes, até às atitudes do público em geral. Espero que todos me apoiem e levem este tema através de conversas, actividades e de todas as formas possíveis, em casa, nas empresas e locais de trabalho, entre familiares e amigos.  


Objectivos

É urgente educar e informar a população em geral sobre a importância da dignidade e inclusão na saúde mental. Com muita frequência, as pessoas com transtornos mentais e as suas famílias, descobrem que a dignidade está ausente nas suas relações com os profissionais de saúde e com a sociedade em geral. E a exclusão é um fato que todos nós não podemos negar. 

Frequentemente, as famílias sentem-se humilhadas pela forma como são tratadas. "Os profissionais de saúde não têm tempo para lidar com problemas difíceis", como os problemas sociais; no entanto - e todos nós entendemos - as dificuldades sociais estão frequentemente associadas a perturbações e doenças mentais. "Problemas de orçamento a nível nacional afectam os orçamentos de saúde e da assistência social ao nível local, dificultando o atendimento coordenado. As pessoas com perturbações mentais frequentemente não recebem assistência organizada para outras doenças que podem estar presentes, resultando em negligência com sua saúde geral - e, em última análise, em redução da expectativa de vida."

Incorporar 'dignidade' e 'inclusão' na Saúde Mental: uma tarefa de todos nós

Devo também sublinhar que uma concepção um tanto mais ampla de dignidade e inclusão deve incluir o respeito recíproco entre prestadores e destinatários de cuidados. Incorporar a dignidade na abordagem das questões de saúde mental é fundamental para lidar com o estigma e a discriminação. "Não há nada de digno em submeter as pessoas com qualquer doença ao estigma ou à exclusão, somando-se aos problemas que já enfrentam com a própria doença. Precisamos - todos nós - de trabalhar mais para mudar as atitudes sociais e difundir a consciência pública sobre a natureza da doença mental."

Como aceder aos valores sociais da Lista de Preços Set 2020?

Assim, a partir de Setembro de 2020, temos uma nova Lista de Preços.

Para proporcionar o acesso social equitativo aos indivíduos e famílias necessitados de apoio em Saúde Mental, será feita uma análise do enquadramento socioeconómico de cada caso, com reduções que podem variar entre 20 e 50% nos preços (ver tabela de preços e protocolos). Os interessados deverão enviar mail para geral@fernandamendesbarata.pt, solicitando o apoio.  

Com esta filosofia e estratégia, estou a incorporar a Dignidade e Inclusão na Saúde Mental, garantindo que não deixo ninguém para trás, apoiando todas as pessoas e famílias com igual profissionalismo, independentemente da sua condição económica ou origem social, étnica ou religiosa, até ao limite das minhas competências.

Além disso, a partir desta data, são implementados Termos e Condições no acesso aos cuidados, os quais devem ser respeitados no início de cada tratamento, processo e terapia.

Ao longo dos anos, tenho vindo a alcançar melhorias na Humana Mente, tanto no seu sentido social como técnico. Agora, com uma nova e mais graciosa perspectiva, minha esperança é abraçar um novo paradigma e receber a todos com meu conhecimento, compaixão e com a consideração que todos merecem.

Fernanda Mendes Barata

Fundadora da Saúde Mental - Humana Mente

Fonte: World Federetion for Mental Health  

PURO COMEÇO